Eliane Coster

 

Título da Dissertação de Mestrado:

FOTOGRAFIA E CANDOMBLÉ – MODERNIDADE INCORPORADA

 

Professor Orientador:

Prof° Dr° Roberto Conduru

 

Ano:

2007

 

Resumo:

A presente dissertação é apresenta algumas reflexões sobre as relações existentes entre o Candomblé e a fotografia. Para abordar o assunto, o trabalho analisa a primeira reportagem fotográfica extensa que foi publicada na imprensa brasileira sobre o Candomblé, com o título de "As noivas dos deuses sanguinários", que foi produzida em 1951 pelo fotógrafo José Medeiros e pelo repórter Arlindo Silva, para a revista O Cruzeiro. O trabalho discute também a pertinência de algumas teorias da imagem na compreensão das relações entre a fotografia e o Candomblé, e apresenta os atuais usos que os praticantes do Candomblé fazem da fotografia e as interpretações dadas aos usos e aos interditos.

O trabalho propõe ainda algumas interpretações sobre obras de fotógrafos que retrataram o Candomblé: Mario Cravo Neto, Adenor Gondin e Pierre Verger; e por fim, produz um ensaio fotográfico, que é fruto da vivência da pesquisadora junto aos terreiros envolvidos na pesquisa.

 

Palavras-Chave:

Antropologia visual, fotografia na etnologia, figura humana na arte.

 

Clique no link para ter acesso ao texto integral em ".pdf":

Fotografia e Candomblé – Modernidade Incorporada